sábado, 14 de junho de 2008

AGÊNCIAS E HOMESTAY


Quando contratamos uma agência para nossos filhos fazerem intercâmbio, devemos pesquisar para que esta seja uma empresa séria e conceituada.
Não são poucos os problemas que surgem num intercâmbio, e para que seu filho tenha uma boa assistência é necessário que você pesquise muito.

Situações de muito stress tem ocorrido para os que escolhem homestay como acomodação, sem ter conversado claramente com a agência, sobre as familias que vão acolher seu filho, ou aceitar que as agências deixem para última hora assunto tão importante como esse.

É preciso deixar claro que você faz as exigências, você está pagando.

Eu sempre aconselho a tratar intercâmbio com muita antecedência para que, ao perceber que uma agência não opera da forma que você acha adequada, dê tempo de você escolher outra.

Por outro lado, muitos jovens partem para esta experiência com a expectativa de aventura e diversão em alto estilo e ficam super decepcionados quando "caem" em cidades minúsculas sem a menor chance de grandes programações, festas, baladas enfim tudo que imaginavam que seria o intercâmbio.
É fundamental que suas exigências sejam levadas em consideração na hora da escolha das escolas.
Sem isso, seu filho pode ir parar numa fazenda no interior e frequentar uma escolinha mixuruca de cidade pequena.
O que não era bem isso que vocês esperavam.
É absolutamente necessário que o agente perceba suas expectativas e a oriente sobre as possibilidades de suas escolhas serem atendidas.
Mude o país ou a cidade se for necessário, mas não abra mão de saber TUDO antes.


Marcela e seus pais americanos Ken & Barbie...

As chances de sucesso no intercâmbio aumentam considerávelmente com antecedência e muita informação.

Pressione, não tenha medo de ser chata.

Quando estou preparando uma viagem para meu filho, até a telefonista da agência já reconhece a minha voz.
Tudo que for combinado verbalmente e informalmente com a agência deve ser posteriormente confirmado por email.
Todos os email de contato com a agência devem ser arquivados, para consulta do que foi estabelecido.
Seu filho não pode viajar sem que você tenha noção do que o aguarda lá, tanto na família quanto na escola.
E mesmo assim, ainda corre o risco dele não se agradar das pessoas ou vice-versa.

É mesmo muito complicado.

Os costumes são totalmente diferentes, os hábitos de higiene, alimentares, estilo de vida.
Enfim a ideia de intercâmbio é essa.
Foi com esta intenção que ele viajou, assimilar outras culturas, e aprender um novo idioma.
É preciso que eles compreendam isso.
Entretanto, se os hábitos da familia estiverem totalmente em desacordo com a moral, ou que agridam muito sua forma de viver, aí ele deve ser instruído a mudar de família.

Alguns programas e agências são permitidas algumas trocas, porém nem todas.
É fundamental se informar, para que o tão sonhado intercâmbio não seja uma decepção ou na pior das hipóteses um sofrimento para você e ele.

2 comentários:

Flavinha disse...

Tia,
tá muito legal o seu blog!
Concordo com vc... Eu pergunto tudo e mais um pouco e adoro deixar tudo documentado via email.
Eh sempre bom escolher intercambios que sejam indicados por pessoas de confiança!
Continue assim! Arrasando!
Beijos,
Flavinha (Dresden)

Bia disse...

Nossa, você dá muita informação.
Gostei demais do blog.
Vou dar pra minha mãe ler.
Bia