segunda-feira, 22 de setembro de 2008

SENDO SUA PRÓPRIA AGÊNCIA

Eu não sou favorável, pois acho que as agências prestam um serviço importante.
Há porém quem prefira fazer sua viagem por conta própria.

Não é difícil, apenas mais trabalhoso.
Encontra-se tudo na internet.
Eu faço por minha conta apenas o aéreo, deixando a burocracia dos cursos para as agências.
Claro que apenas os cursos de idiomas e cursos livres pode-se fazer desta maneira, outros exigem um conhecimento maior.
Se você pretende fazer a viagem do seu filho por sua conta, é preciso falar muito bem inglês para poder entender as regras e os contratos que serão feitos sem intermediação de agência.
Todos os documentos serão enviados por você e para você.
Assim como o pagamento, através de remessa bancária ou cartão de crédito, este, o meio mais usual.
O fax e o email resolvem praticamente tudo, e como eu disse, não é complicado apenas trabalhoso.
Certifique-se que realmente pretende fazer desta forma para que não se desespere no meio de percurso.
Ás vêzes o barato sai mais caro, e o custo do conforto e segurança compensam mais...

10 comentários:

joãao disse...

TOTALMENTE a favooor de uma agência ! ;)

Guilherme L.C. disse...

Olá marcia, estou para lhe fazer uma pergunta, hoje liguei para DPF para saber como fazer para adicionar a autorização de viagem de menor desacompanhado, mas não adianto de nada pq aquelas pessoas q atendem são muito despreparadas, a minha dúvida é a seguinte: eu vou no final do ano pro Canadá ficar dois meses, e eu gostaria de saber se é necessario esperar chegar a hostfamily para pedir essa autorização para coloca-los como meus responsaveis por esse periodo ou não é necessario?? e para adicionar essa autorização ao passaporte(novo) basta ir na DPF sem agendar atendimento??
Muito obrigado desde já, desculpe estar perguntando por essse post é q eu não achei um q falsse sobre passaporte!!
Muito Bom o blog!! Parabéns!!

MARCIA CASARES disse...

Guilherme, veja em "Organizando a Viagem" Documentação.
Ali tem tudo que é exigido pela Polícia Federal e pelo Juizado de Menores.
Obrigada pelo comentário carinhoso.
Continue aqui!!!
bjusssssssssssss

Guilherme L.C. disse...

Muito obrigado!!
eu tava procurando por passaporte asssim é claro q eu não ia encontrar!!
certamente continuarei!!
bjoo

Carlos Cervantes disse...

Excelente post. Programei todo o meu intercâmbio por minha conta e quando fui comparar os meus gastos, foi quase 2000 reais de diferença. É um pouco mais trabalhoso sim, mas no final das contas eu tive 800 eur a mais no meu bolso para gastar com que eu quiser!
É só ligar diretamente na escola e ver o que oferecem...

Claudio Chalom - BEX Rio disse...

Parabens pelo post, Marcia.

Nao posso falar por outras agencias. No entanto, na BEX (empresa onde trabalho), o unico valor a mais cobrado eh uma taxa de processamento de matricula no valor de US$ 100.

Se o estudante optar em pagar seu curso atraves de transferencia bancaria (ao inves de cartao de credito), ira pagar pelo menos US$ 50 de taxa de remessa.

Resumindo, acredito que nao haja uma vantagem financeira significativa em fechar um programa de intercambio atraves de uma agencia.

As agencias que tem boa reputacao no mercado podem passar dicas sobre a escola, o pais visitado, alem de fazer toda a intermediacao do processo de inscricao, que dependendo da instituicao, pode ser muito burocratico.

Atenciosamente,

Claudio Chalom
BEX Intercambio

alexis disse...

gostei muito desse post. ainda tô em duvida em procurar uma agência tentar por conta propria. acho o que mais ta me dando dor de cabeça é não saber nada de ingles, ai fica meio dificil o contato com a esacola. por isso acho que vou procurar uma agência, mas pelo menos as passagens vou deixar por minha conta. queria mais conselhos. de ja agradeço.

Marly MacFarlane disse...

Márcia, parabens pelo seu excelente blog. adorei e gostaria de colocá-lo no meu blog, que é de cursos no extrior. Eu tenho uma agência que faz a intermediação entre aluno e escola ou universitário. A única taxa que cobro é para cobrir pequenas despesas, como telefone, papel,etc, uma taxa de R$150,00. O aluno recebe a fatura direto da escola e paga o que está ali, o que está nos catálogos da escola. No caso de estudantes que querem fazer mestrado ou doutorado, que é bem mais complicado, pois implica em muita pesquisa e entrevistas, cobro uma taxa de R$300,00 e depois se querem inccrição em outras universidades, uma taxa de R$100 cada. Mesmo que o aluno seja fluente em inglês, ele não conhece o linguajar acadêmico e como as cartas, etc devem ser escritas, porisso sempre é bom ter quem oriente.
Bem, para quem quiser olhar, o meu blog é http://marlymac.blospot.com , recém iniciado.

Anônimo disse...

E como fazer um intercâmbio de um semestre por conta própria para a Espanha? Tenho um primo legalizado lá, com família e tudo (Mulher e filhas espanholas). Se eu quisesse ficar lá e estudar em um colégio, seria possível? Andei pesquisando no site do consulado, não há muitas exigencias nos documentos, apenas tinha que ter matricula já feita na espanha antes de ir pro consulado. Acredito que por uma agência seria mais fácil, mas, tendo em vista a facilidade de ir pra lá por conta própria, o que fazer?

MARCIA CASARES disse...

Para a Espanha eu não aconselho, eles estão muito rigorosos com os viajantes brasileiros.
Grande abraço